Quem Somos

Somos uma indústria especializada em bioinsumos, com o propósito de cultivar valor por gerações, direcionada a resultados, excelência e inovação.

Saiba mais

DNA

Valores que direcionam nossos relacionamentos e a condução do nosso negócio.

Dedicados a resultados
Nascidos para aprender e inovar
Atitude empreendedora
Saiba mais

Números do setor

O mercado de produtos biológicos deve atingir faturamento de R$ 5,0 bilhões no Brasil até 2025. O resultado do crescimento é devido a adesão dos produtores rurais a tecnologias mais resistentes no campo e a demanda do consumidor por alimentos livres de resíduos químicos. Os números comprovam este crescimento do mercado dos defensivos biológicos:

- Faturamento de R$ 1,2 bi em 2020, 37% a mais comparado ao ano anterior.(Fonte: Spark – Inteligência Estratégica) - 59,7 milhões de hectares tratados com manejo biológico em 2020, representando 13% de crescimento quando comparado ao ano anterior. (Fonte: Spark – Inteligência Estratégica) - 88% das áreas que utilizam defensivos biológicos são commodities extremamente importantes para o país: Soja, Cana-de-açúcar e Milho 2ª safra. (Crop Life Brasil)

Visão de Futuro

Os bioinsumos serão grandes protagonistas nos segmentos de proteção de cultivos e promoção de crescimento de plantas. Neste contexto a Gênica trabalha para ser uma referência em inovação e qualidade, contribuindo com o desenvolvimento de novas gerações de bioinsumos como:

  • Expressão gênica e elicitores;
  • Novos organismos;
  • Moléculas orgânicas para fins fitossanitários e fisiológicos;
  • Assuntos relacionados à ecologia microbiana;

Manejo integrado de pragas

Controle biológico: consiste no uso de agentes biológicos de controle para prevenir, reduzir ou erradicar a infestação de pragas e doenças nas plantas.

Vazio Sanitário

Vazio Sanitário

Consiste em um período de ausência total de uma cultura, com o objetivo de prevenir o aparecimento e disseminação de determinada doença ou praga.

Espaçamento e Densidade

Espaçamento e Densidade

É definida como o número de plantas por unidade de área, sendo influenciada por alguns fatores como, cultura a ser implantada, cultivar, fertilidade do solo e disponibilidade hídrica.

Controle Químico

Controle Químico

Consiste na aplicação de defensivos químicos com o objetivo de prevenir e/ou controlar o aparecimento de pragas e doenças.

Controle Biológico

Controle Biológico

Controle biológico: consiste no uso de agentes biológicos de controle para prevenir, reduzir ou erradicar a infestação de pragas e doenças nas plantas.

Controle Cultural

Controle Cultural

Busca aumentar a capacidade competitiva da lavoura em relação a pragas, doenças e plantas daninhas, por meio da manipulação das condições pré-semeadura e durante o desenvolvimento da cultura. Para isso pode-se alterar o espaçamento, época de semeadura, densidade de plantio, uso de palhada, escolha adequada das variedades e demais técnicas de controle.

Tecnologia de Aplicação

Tecnologia de Aplicação

É o emprego de todos os conhecimentos científicos que proporcione o correto contato do produto com o alvo em quantidade adequada, de forma econômica e com a máxima segurança em relação a contaminação ambiental.

Propriedades do Solo

Propriedades do Solo

É de extrema importância o conhecimento das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo para auxiliar na tomada de decisão e para um bom manejo do solo.

Semente

Semente

A escolha de sementes certificadas é de extrema importância a fim de prevenir a introdução de novas espécies de plantas daninhas e patógenos na área. Além disso, o tratamento de sementes torna-se fundamental para protegê-las contra o ataque de pragas e doenças.

Monitoramento

Monitoramento

O monitoramento tem como objetivo determinar a ocorrência de pragas e doenças nos cultivos, quantificando a sua presença, danos e prejuízos causados, sendo muito utilizado como ferramenta para a tomada de decisão sobre as formas de controle a serem utilizadas.

Deficiências Nutricionais

Deficiências Nutricionais

Está associada com o estádio de desenvolvimento e demanda da planta, sendo os sintomas expressos de acordo com a função e mobilidade do nutriente em falta. A deficiência pode afetar direta ou indiretamente a produtividade da cultura no campo e pode ser identificada por análise visual, foliar ou, mais precisamente, análises de solo.

Nossas soluções são peças-chave para o MIP

O que é MIP?

O Manejo Integrado de Pragas e Doenças, conhecido popularmente como MIP, consiste na adoção de diferentes tecnologias visando o controle de insetos e microgranismos fitopatogênicos. Os principais benefícios desse sistema de manejo são os ganhos de produtividade, uso racional de insumos e quebra de resistência de pragas e doenças. As principais ferramentas do MIP são: Controle Biológico, Controle Químico, Controle Mecânico, Controle Cultural, Manejo Nutricional e Monitoramento de pragas e doenças.

Nossas Soluções

Produtos desenvolvidos para aumentar a produtividade de todas as culturas.

Inoculantes

Saiba mais

Equilibrium

Saiba mais

Bioinseticidas

Saiba mais

Bioimpulse

Saiba mais
Ver todas as Soluções

Parceiros institucionais

Utilizamos dados de cookies para garantir o funcionamento do website, para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nossa plataforma e em serviços de terceiros parceiros. Ao navegar pelo site, você autoriza a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades.

O conteúdo deste site é dirigido para agricultores e profissionais do setor agrícola.

Ok, entendi!